You are currently viewing Demolição: 6 dicas para realizar uma desconstrução segura
Demolição: 6 dicas para realizar uma desconstrução segura

Demolição: 6 dicas para realizar uma desconstrução segura

A demolição é uma das etapas mais comuns da construção civil. Mas para realizar uma desconstrução segura é necessário seguir etapas à risca, garantido a proteção de todos os envolvidos e eficiência para a obra.

Muitas vezes encontramos estruturas existentes no terreno que precisam ser removidas antes da implantação do canteiro de obras. 

Este processo pode ser feito de diversas maneiras, mas é fundamental que estejam envolvidos profissionais qualificados e experientes.

A melhor maneira de garantir um trabalho seguro e eficaz é trabalhar com profissionais que tenham registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA). 

Além disso, antes de começar a desconstrução segura, existe a necessidade de possuir um Alvará de Execução de Demolição, que deve ser solicitado junto à prefeitura da cidade. Também é importante adquirir um seguro de responsabilidade civil.

E é claro, antes de tudo ser iniciado, devem ser analisadas as condições do terreno e das estruturas do entorno. Assim os profissionais podem escolher o tipo de demolição ideal para executar. 

Basicamente, existem três tipos de demolição: Manual, Mecanizada e Demolição controlada. A primeira é indicada para pequenas construções ou quando existem riscos nos imóveis do entorno.

Já a demolição mecanizada é a mais comum, feita com ajuda de máquinas, rompedores, marteletes, guindastes e tratores e com o uso de explosivos. Este tipo se encaixa melhor com imóveis de médio ou grande porte e quando o prazo de execução é menor.

Por último, a Demolição Controlada pode ser executada em etapas, sem que ocorram abalos das estruturas remanescentes. Ela também garante maior precisão dimensional para todo o processo de demolição.

 

6 dicas para realizar uma desconstrução segura

 

Preparação e burocracia:

Antes de iniciar o processo da desconstrução segura, é necessário cuidar de toda a burocracia e papelada necessária. Nessa etapa também é realizado o estudo e análise do local e a elaboração do projeto de demolição.

Para que o trabalho seja feito em segurança, tudo deve estar de acordo com a NR 18.5, que trata sobre todo o processo de demolição. A Norma Regulamentadora orienta sobre os procedimentos que devem ser tomados antes, durante e após a execução da desconstrução segura.

Além disso, a orientação é de que todo o serviço deve ser programado e dirigido por profissional legalmente habilitado. 

Outro ponto que envolve questões burocráticas é a necessidade de possuir o Alvará de Execução de Demolição, que deve ser solicitado junto à prefeitura da cidade e adquirir um seguro de responsabilidade civil.

 

Desligamento de serviços:

Para que a seja realizada a desconstrução segura com máxima eficiência, é necessário planejar tudo cuidadosamente. Por isso, cada passo deve ser revisado antes da demolição ocorrer de fato.

É de extrema importância desligar os serviços que estão ativos na obra. Ou seja, linhas de fornecimento de energia elétrica, água, inflamáveis líquidos e gasosos liquefeitos, substâncias tóxicas, canalizações de esgoto e de escoamento de água devem ser desligadas, retiradas, protegidas ou isoladas.

Tudo isso deve ocorrer antes do processo de demolição e, novamente, respeitando as normas e determinações em vigor para ter mais segurança na demolição. Desse modo é possível evitar acidentes e prejuízos para a construção.

 

Remoção de Materiais:

Nesse sentido, para a desconstrução segura também é necessário retirar materiais que possam causar danos e acidentes. Assim, devem ser removidos os vidros, ripados, estuques e outros elementos frágeis, devem ser fechadas todas as aberturas existentes no piso, salvo as que forem utilizadas para escoamento de materiais.

Além disso, os profissionais responsáveis pela demolição devem proibir a permanência de pessoas nos pavimentos que possam ter sua estabilidade comprometida no processo. 

Outro ponto importante para garantir a segurança em todo o processo é assegurar que as escadas fiquem desimpedidas e estas só devem ser derrubadas após a demolição total do pavimento superior.

 

Construções Vizinhas:

As estruturas do entorno também precisam ser avaliadas e examinadas antes de todo o processo. Também devem ser estudadas de forma periódica, para garantir a preservação da estabilidade e a integridade física de terceiros.

 

Sinalização:

Uma parte fundamental da desconstrução segura é a sinalização. Todo o local deve estar assinalado com as orientações corretas para garantir maior segurança aos envolvidos. 

Também deve ser proibido o acesso de pessoas estranhas ao serviço antes, durante e depois de ter ocorrido a demolição.

Em geral, pessoas que não estão envolvidas ou estão desavisadas podem ser um perigo nesse tipo de trabalho, comprometendo a própria segurança e de todo o processo de demolição.

 

Equipamentos de segurança na demolição:

Fundamental em qualquer etapa da construção civil, o uso dos equipamentos de proteção deve ser ainda mais reforçado para todos os trabalhadores.

Antes da demolição é necessário inspecionar as ferramentas que serão utilizadas no processo. Além disso, rádios ou outros equipamentos de comunicação são de suma importância para prevenção de acidentes.

Para os responsáveis pela desconstrução segura, devem ser assegurados, no mínimo, os seguintes equipamentos: capacete, óculos de proteção, máscaras de proteção, botas de biqueira de aço, luvas de borracha e de proteção mecânica, protetores auriculares.

Deixe um comentário