A construção civil pós pandemia

A construção civil pós pandemia

A pandemia do novo coronavírus marcou o ano de 2020 e com toda a certeza estará marcada na história. Além de afetar diretamente a vida das pessoas, também impactou diversos setores econômicos de todo o planeta. E a construção civil, mesmo sendo uma das indústrias mais fortes e potentes do Brasil, também foi impactada pela Covid-19.

Com a chegada da vacina em tempo recorde e a crescente distribuição em diversos países, nos resta saber como será a vida pós pandemia e como a construção civil se encaixa nesse sentido. Sabemos que o setor será fundamental para a retomada da economia, tanto é que já apresentou índices positivos no ano anterior, mesmo com todas as dificuldades impostas.

Na última publicação do segundo trimestre na CBIC, foi identificado que o PIB do setor da construção caiu somente 5,7%, enquanto o restante da economia do Brasil caiu 9,7%. Diante disso, percebe-se que as construtoras conseguiram segurar um bom volume de trabalho, mesmo com a pandemia.

Assim, é importante estarmos conectados sobre o futuro da construção civil após todo este período conturbado terminar. Hoje a Terra Brasil vai abordar este tema, focando principalmente na área tecnológica e de inovação, que vai ser uma aliada fundamental da construção civil.

A Construção civil pós pandemia

A inovação sempre caminhou junto com o setor. De forma resumida, a inovação passa por 3 pilares bem importantes: Ideia, Mudança e Resultado Positivo. Para que se criem ideias é preciso sair do lugar comum e propor soluções diferenciadas para determinados problemas. Porém, é necessário pôr em prática as ideias, através de mudanças, de forma organizada e planejada, impactando pessoas, processos e tecnologias.

É interessante ressaltar que em momentos de restrição, como foi o caso da pandemia de Covid-19, a inovação e o pensamento criativo das pessoas afloram com maior facilidade. Um exemplo disso é o fato de que o setor da construção precisou encontrar formas de se adaptar rapidamente e continuar produzindo, para minimizar impactos, especialmente sobre os compromissos firmados.

Outro ponto de mudança e que pode ser considerado uma inovação é o relacionamento do cliente final com a construtora. Atualmente existem inúmeras formas de proporcionar o contato entre clientes e construtoras, focadas principalmente no uso das redes sociais. Nos dias atuais, uma construtora precisa fazer a gestão disso tudo.

Mas tudo isso passa por uma questão importante, que é que as empresas e os funcionários precisam estar dispostos a mudar e intensificar o pensamento voltado para a inovação. Uma aplicação, nesse sentido, seria criar e desenvolver uma cultura de mudança, que é um meio de manter a organização sustentável e competitiva no mercado. Desse modo, temos a inteligência artificial, tecnologia 5G e internet das coisas, cada vez mais em desenvolvimento e se tornando aliadas dos setores, conforme eles vão se apropriando dos conhecimentos.

Tecnologias pós pandemia

Existem áreas da construção civil que já se apropriam de tecnologias e as utilizam a seu favor. Na análise de dados, por exemplo, o setor da construção precisou pensar em estratégias e monitorar o crescimento, principalmente em u momento tão conturbado com a pandemia.

Monitorar os índices de crescimento e valorização do setor da construção é fundamental, pois a melhoria do resultado de uma empresa só acontece aumentando a receita e/ou reduzindo custos. Uma decisão errada pode causar ineficiência e impactar negativamente no resultado. É claro que os números podem mudar e se contrapor, e várias informações devem ser combinadas para a melhor tomada de decisão. Para isto, utilizam-se softwares de análise e pesquisa, para pautar as decisões em dados.

Outra tecnologia que já vinha sedo bastante utilizadas, mas que agora está sendo melhor aproveitada pela construção são os serviços de nuvem. São uma excelente opção de custo-benefício, já que otimizam custos e provém serviços robustos e escaláveis. Muitas empresas do setor da construção já adotam soluções baseadas em nuvem, como infraestrutura ou como aplicação. Quando uma construtora opta por contratar aplicações na nuvem, normalmente obtêm-se uma grande otimização de tempo para início de uso, a rapidez de entrega do ambiente para utilização pelos usuários.

A pandemia também afetou o relacionamento com fornecedores e exigiu das empresas que modificassem suas ideias nesse sentido. Como existe muita mão de obra terceirizada nas obras, costuma-se gerar um grande volume de documentação no papel, e o ideal é contar com ferramentas que automatizam isso. A automatização dos processos e da documentação é um fator preponderante para a renovação de contratos e criação de novos negócios.

Por último, o trabalho de pós-vendas, que sempre foi fundamental no presencial, se tornou muito importante com a comunicação digital.  Tanto a consulta quanto a produção da documentação necessária preferencialmente devem ser digitais e integradas, pois tornarão o processo mais natural, confiável e organizado, deixando uma base histórica confiável para futuras consultas.

Deixe uma resposta