(47) 3361-3932        Seg - Sex: 9:00 - 18:00        [email protected]
Compactação do Solo: entenda a técnica usada na terraplenagem

Compactação do Solo: entenda a técnica usada na terraplenagem

A compactação do solo é a técnica responsável por reduzir o volume do solo durante um trabalho de terraplenagem. Pode ser executado de forma manual ou mecânica, sendo capaz de melhor as suas características de resistência, deformabilidade e permeabilidade do terreno. Essa técnica aumenta o contato entre os grãos, reduzindo o volume de vazios. A escolha do equipamento que irá ser utilizado no campo depende principalmente do tipo de material que se deseja compactar.

compactação do solo

Quando um material escavado é colocado nos aterros, precisa ser compactado, para atingir densidade suficiente para a estabilidade do aterro. Geralmente, a densidade do solo compactado é maior que a densidade natural do solo escavado, sendo assim, a compactação do solo dos aterros acarreta a diminuição do volume do material escavado, fortalecendo a área e permitindo sua utilização após finalizado o serviço de terraplenagem.

Leia também: Terraplenagem ou Terraplanagem? Saiba qual expressão usar

Os solos apresentam estruturas diferentes que variam com a quantidade de água presente nos seus vazios.  A compactação do solo no ramo seco apresenta uma estrutura mais floculada que se pronuncia mais com a diminuição da energia. As forças de atração entre as partículas geram flocos indestrutíveis. Já no ramo úmido, a estrutura se apresenta mais dispersa, sendo que esta característica é mais presente quanto maior é a energia de compactação do solo. Com o aumento da umidade as forças de atração são desfeitas e os grãos começam a atuar como partículas dispersas em água. É importante entender que existem diferentes tipos de solo e cada um deve ser compactado de uma maneira específica, entenda cada um deles:

Solo Argiloso: É altamente impermeável à água, por isso, requer alguns cuidados especiais durante a sua compactação do solo. A técnica deve ser feita utilizando o “sapo” ou o rolo tipo “pé de carneiro” de pequeno porte, principalmente quando a umidade estiver alta. Se ele estiver um pouco mais seco, pode ser compactado com o auxílio de uma placa vibratória.

Solo Arenoso: Sua principal característica é a baixa quantidade de nutrientes, o que faz com que poucas plantas consigam se desenvolver nele. Não é muito comum a compactação do solo arenoso, mas quando isso se fizer necessário é possível utilizar um pouco de água e vibração mecânica.

Solo Humífero: É muito fértil, o húmus presente nesse tipo de solo ajuda a reter a água, fazendo com que ele fique poroso e tenha uma boa aeração. Costuma ser muito utilizado pela agricultura. Para compactação do solo é fundamental respeitar um certo limite para não saturar o solo e impedir o desenvolvimento de raízes.

Solo Calcário: É formado por partículas de rocha, se aquece facilmente quando exposto a raios solares, sendo portanto inadequado para a agricultura. A compactação do solo nesse tipo não é tão comum, mas pode ser feita com o auxílio de um rolo “pé de carneiro”.

O processo de compactação do solo durante a terraplenagem pode ocorrer de quatro maneiras: por compressão, onde a força vertical é o peso próprio do equipamento. Por amassamento, onde atuam a força vertical (peso) e a força horizontal (efeitos dinâmicos). Por vibração, onde a força vertical é aplicada com frequências maiores que 500 golpes/min.  E por impacto, semelhante ao processo por vibração, sendo que a freqüência é menor que 500 golpes/min.

Leia também: Como evitar a erosão do solo na terraplenagem

Essa técnica é bastante complexa e exige um amplo conhecimento do solo, além de muitas vezes, serem necessários exames laboratoriais, para garantir a estabilidade do solo. Contrate apenas empresas certificadas em terraplenagem para executar a técnica de compactação do solo, mantendo a segurança do seu investimento. Veja outras dicas de terraplenagem.

Deixe uma resposta

Fechar Menu