A importância da criação de canteiros sustentáveis

A importância da criação de canteiros sustentáveis

Trabalhar com responsabilidade ambiental, atualmente, é mais do que uma tendência, se tornou praticamente um requisito para qualquer setor. Na construção civil, ter canteiros sustentáveis tornou-se um desafio e algo que deve ser implementado cada vez mais pelos gestores da obra.

De fato, o canteiro de obras possui um ciclo de vida relativamente curto para a construção de um novo empreendimento. 

Mesmo assim, ele é responsável por todo o desempenho do projeto e apresentar canteiros sustentáveis é fundamental tanto para a construção em si, mas como também para o entorno a curto e longo prazo.

Adotar práticas de gestão e planejamento que tornem os canteiros sustentáveis colabora com a redução dos impactos ambientais causados pela obra, algo fundamental para trabalhar com sustentabilidade.

No entanto, mais do que planejar, existe o desafio de incutir este pensamento na cultura não só dos trabalhadores, mas também da sociedade como um todo. Apenas desse modo é possível realizar a preservação ambiental, com eficiência e comprometimento.

Existem diversas questões que sofrem com o impacto da construção civil que merecem atenção para a sustentabilidade. A geração de resíduos e o consumo de água são as principais, mas também podemos destacar, mais a longo prazo, a saúde e segurança do operário.

Outro problema está na interferência na vizinhança durante a execução da obra, como por exemplo ruído, trânsito e poeira.

Nesse sentido, é importante que se realizem treinamentos e monitoramentos com os trabalhadores. Desse modo eles podem conhecer boas práticas em relação à saúde e segurança e também sobre responsabilidade ambiental.

Para a aplicação de canteiros sustentáveis, é fundamental que se tenha mão de obra qualificada e treinada. Assim evitam-se problemas que interferem nessa relação, como desperdício e desatenção, o que impede uma boa gestão de resíduos, do uso racional da água e da energia, por exemplo.

Além de colaborar com a construção de uma racionalidade ética com o meio ambiente, a qualificação dos profissionais também gera menos custos para as obras. Além de evitar o desperdício de materiais, também é possível controlar e impedir a necessidade de retrabalhos.

Por isso, é fundamental trabalhar bem a comunicação no canteiro de obras. Quando todos estão conectados, falando a mesma língua e engajados na sustentabilidade, a gestão da obra se torna mais eficiente e com maior qualidade.

Dicas para a aplicação de canteiros sustentáveis

Em um primeiro momento, como falamos anteriormente, deve-se priorizar o planejamento. Dito isto, temos a gestão de resíduos do canteiro, ponto fundamental para a sustentabilidade da obra.

Para isto, é necessário fazer um mapeamento da região, verificando o que ela apresenta para a reciclagem ou descarte correto. Além disso, dentro dos canteiros de obra, você deve elaborar ações de sustentabilidade e consciência de reciclagem.

Para isso, pense na separação correta dos resíduos e em como eles serão descartados, independentemente do tipo. Canteiros que servem refeições também podem trabalhar com compostagem. 

O ideal é que se tenha proximidade com cooperativas ou empresas que fazem o transporte e descarte, facilitando e agilizando o trabalho.

É importante ressaltar que o menor descarte possível de resíduos é a meta a ser alcançada, mesmo sabendo das dificuldades que envolvem isto.

Assim, utilize sistemas mais eficientes e com bom desempenho, combinando com o consumo mínimo e controlado de insumos. 

Tudo isso evita a geração de resíduos e diminui as perdas. O ideal é inventariar todos os resíduos que serão gerados e aqueles que poderão ser reaproveitados.

Também comentamos a importância de se preocupar com o entorno da obra. Um exemplo disso é a criação de estandes de vendas, que vão contra a aplicação de canteiros sustentáveis.

Nesse sentido, casas em alvenaria ou drywall, com todos os acabamentos e sofisticação, são levantadas para apenas que sejam demolidas meses após o uso.

Pouco se pode reaproveitar dos materiais, como metais, louça sanitária, portas de armários e elementos de decoração.

Atualmente, a solução prática e moderna é a utilização de tecnologia 3D, que faz com que os interessados na compra se sintam dentro do futuro empreendimento, mas sem comprometer o meio ambiente.

Para além do desperdício, como falamos da comunicação e criação de uma cultura de responsabilidade ambiental, é contraproducente que o operário que levantou aquela casa, muitas vezes seu objeto de desejo, a veja ser demolida por completo, sem apresentar uma real função a longo prazo.

Outro ponto para se ter cuidado é com o lava-rodas dos caminhões. Em época com muita chuva, a água se mistura com a do dispositivo e o canteiro vira um grande lamaçal, podendo causar muita sujeira nas ruas. Uma solução prática e a brita sobre a terra aberta, que dispensa o lava-rodas.

Também é possível realizar uma inspeção prévia, fazendo com que somente os caminhões que entram com as rodas sujas, sejam lavadas antes de sair e esta água deve ser drenada.

Além disso, precisamos considerar a poluição e danos ao meio ambiente pelo excesso de automóveis com a criação de um espaço para estacionamento no próprio canteiro. Com isso, é possível estabelecer convênio com estacionamento da região ou fazer alguma locação.

Deixe uma resposta